domingo, 15 de abril de 2018

Resenha: loção de limpeza e tônico facial esfoliante Cleansing Nectar, da Fig+Yarrow

Fundada pela herbalista Brandy Monique em 2010, a marca norte-americana Fig+Yarrow produz e comercializa cosméticos artesanaisnaturais, formulados com ingredientes orgânicos, crus e colhidos em seu habitat naturalsem testes em animais, sulfatos, substâncias sintéticas, fragrâncias artificiais, derivados de petróleo, parabenos, glúten e organismos geneticamente modificados. Além de uma loja online, conta com uma loja física na cidade de Denver, Colorado, que inclui um bar de sucos e culinária crudivorista, e um espaço para tratamentos e eventos no mesmo local, um edifício do século XIX.

Miniatura do Cleansing Nectar, da Fig+Yarrow
Clique na imagem para ampliar [Foto de Michelle C., Tantas Plantas]

O produto que me deixou mais curiosa foi o Cleansing Nectar (Néctar de Limpeza, em tradução livre), devido à sua ação levemente esfoliante e à sua característica multifuncional: além de loção de limpeza sem enxágue e de uso diário, indicada para todos os tipos de pele, atua como tônico facial. Possui pH 4,5, ácido como o pH da pele humana, e noto que de fato tem contribuído para a renovação da epiderme.

Cleansing Nectar é bem líquido e tem um aroma peculiar, discretamente adocicado, misterioso, difícil de descrever. Me faz pensar em raízes, folhas, cascas e flores medicinais.

Não contém partículas que produzem atrito. A esfoliação realizada não é mecânica, e sim química, promovida por ativos existentes na casca do salgueiro, no vinagre de cidra de maçã orgânica, no mel cru de manuka orgânica e no sal do Mar Morto. A composição completa está copiada abaixo, com o acréscimo dos termos em português.
Aloe barbadensis (aloe) leaf water* / sumo de folha de babosa*, Lavandula angustifolia (lavender) flower water* / água floral de lavanda*, Hamamelis virginiana (witch hazel) leaf extract* / extrato de folha de hamamélis*, Salix nigra (willow) bark extract / extrato de casca de salgueiro, Malus domesticus (apple) cider vinegar*† / vinagre de cidra de maçã*†, lactobacillus ferment / fermento de lactobacilo, Calendula officinalis (marigold) extract* / extrato de calêndula*, Ginkgo biloba extract* / extrato de gingko biloba*, Camellia sinensis (green tea) leaf extract* / extrato de folha de chá verde*, Glycyrrhiza glabra (licorice) root extract* / extrato de raiz de alcaçuz*, manuka honey (active 16+)*† / mel de manuka (ativo 16+)*†), salt of the Dead Sea / sal do Mar Morto, sodium benzoate / benzoato de sódio, potassium sorbate / sorbato de potássio, essential oils of / óleos essenciais de: Rosmarinus officinalis (rosemary) / alecrim, Lavandula angustifolia (lavender)* / lavanda*, Anthemis nobilis (chamomile) / camomila, Cistus ladanifer (rockrose) / ládano, Salvia sclarea (clary sage) / sálvia, Aniba rosaeodora (rosewood) / pau-rosa.
* Certified organic / * certificado orgânico, † virgin / † virgem.
Esse cosmético é o primeiro passo de um protocolo facial elaborado pela Fig+Yarrow, que abrange diversos itens. Até o momento, experimentei apenas o Cleansing Nectar e o creme hidratante Yarrow Buttercream, com ótimos resultados. Tenho pele mista, madura e sensível, e também estou gostando de usar o Cleansing Nectar em conjunto com o Creme Facial, da Trópica Botânica, o Blue Beauty Balm e o Recovery Eye Serum, da Isa’s Restoratives, e o BB Cream 4 em 1, da Baims, alternadamente.

De acordo com as instruções dadas pela marca, deve-se agitar bem o frasco, aplicar o produto com algodão no rosto e no pescoço, com movimentos circulares, e remover os resíduos com algodão molhado. Esse procedimento limpa bem, sem ressecar, e retira maquiagem também. Como estou habituada desde sempre a enxaguar com bastante água, acabo trocando a etapa do algodão molhado pelo banho.

Para evitar o uso excessivo de discos de algodão, o que eu realmente prefiro é usar o Cleansing Nectar como tônico facial, passando o líquido diretamente na pele e espalhando-o com as pontas dos dedos, após ter feito uma limpeza com sabonetes naturais, especialmente os das marcas artesanais Fefa Pimenta e Trópica Botânica.

Esse híbrido de loção de limpeza e tônico facial vem num frasco de vidro âmbar, com tampa preta e rótulo branco com letras pretas. A embalagem fica bem fechada e é ideal para reutilização. Está disponível em dois tamanhos — comprei a versão travel size na loja virtual Carbon Beauty em 2016, e a versão full size no site da própria Fig+Yarrow, com um desconto imenso de Black Friday, em 2017. O preço normal do frasco de 120ml é US$32,00, e o frasco de 30ml custa US$12,00.

Nas duas ocasiões, aproveitei que tinha viagem marcada para o Havaí e passei um endereço de lá. A Fig+Yarrow faz envios internacionais para uma lista de países do Hemisfério Norte. Escrevi para a marca duas vezes, perguntando sobre a possibilidade de adicionar o Brasil, mas não recebi resposta. Uma pena, esperava mais do SAC de uma empresa tão interessante. Felizmente, a multimarcas Carbon Beauty tem um SAC excelente e entrega em vários países, e o Brasil é um deles.

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

LEIA TAMBÉM:

2 comentários:

Juliana disse...

Michelle, queria agradecer pelo conteúdo que você cria. Ele é de imensa ajuda para quem tá iniciando no mundo dos cosméticos naturais. Comecei a montar um cronograma baseado nas suas indicações e lá se vai mais um produtos para a a lista de desejados. :D

Queria aproveitar e te fazer uma pergunta. Você consegue fazer uma comparação entre o efeito do Liquid Gold Facial Serum da Isa’s Restoratives e o Creme Facial da Trópica Botânica? Estou muito na dúvida!

Michelle C. disse...

Desculpe a demora em responder, Juliana! E muito obrigada pelo comentário, fico feliz em saber que o blog está sendo útil :D

Sendo um sérum, o Liquid Gold Facial Serum da Isa’s Restoratives tem uma consistência mais leve, de óleo, e uma proposta de absorção mais rápida. Já o Creme Facial da Trópica Botânica tem uma textura mais densa, sólida mesmo (mas também não chega a ser duro e nem fica pesado na pele; a aplicação é macia, ainda mais em contato com o calor do rosto e dos dedos). Continuo usando os dois produtos e gostando muitíssimo. Ambos realmente fazem diferença na minha pele, cumprindo as promessas de deixá-la mais nutrida e mais hidratada, com mais elasticidade, e retardar o envelhecimento precoce.

De modo geral, você pode pensar nesse sérum para o dia e nesse creme para a noite (se você comparar o rótulo atual dele no site com o rótulo da foto que tirei para a resenha, vai notar que ele mudou um pouco, e agora traz a indicação de uso preferencialmente noturno). Mas nada impede o uso do creme durante o dia e do sérum durante a noite, ou até o uso combinado dos dois (o sérum junto com o creme de noite, por exemplo). Hoje mesmo passei o Creme Facial da Trópica Botânica antes de ir para o trabalho. Aqui no Rio, os últimos dias têm sido frios (para os padrões cariocas) e o tempo hoje esteve muito chuvoso, e esse creme caiu muito bem de dia.

Acho que a escolha depende principalmente do estado da sua pele no momento, do clima da sua região e das suas preferências quanto às características dos produtos :)

Vou deixar aqui os links das resenhas, para que outras pessoas que estiverem lendo essa resposta possam acompanhar melhor o assunto: http://bit.ly/2pPP0uk e http://bit.ly/2mMcAI2.

A Isa's Restoratives está oferecendo 15% de desconto no site todo. O desconto é ativado pelo código BRAZIL2018 e é válido até o dia 17/06/2018. Outros descontos vão aparecendo ao longo do ano, e são divulgados no Instagram e no Facebook. E o código TRPC10 dá 10% de desconto no site da Trópica Botânica. É de uso único, mas não precisa necessariamente ser utilizado na primeira compra.